Planejamento discute investimentos para juventude com organismos internacionais

O secretário de Assuntos Internacionais (Seain) do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), Claudio Puty, participou, nesta terça-feira (7), de encontro com gestores municipais de juventude de todas as regiões do país.
  • O secretário de Assuntos Internacionais (Seain) do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), Claudio Puty, participou, nesta terça-feira (7), de encontro com gestores municipais de juventude de todas as regiões do país. A atividade fez parte do III Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, promovido pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP). O encontro com o Fórum dos Gestores de Juventude foi promovido pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ), em parceria da FNP.

    O principal objetivo da mesa “Cooperação Internacional com Municípios e Estados” foi instruir os gestores a buscar parcerias e recursos junto aos organismos internacionais para a implantação de políticas públicas voltadas à juventude. O MP, por meio da Seain, intermedia os financiamentos internacionais contraídos por parte dos entes federados.

    Representantes do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) – unidade da Organização das Nações Unidas (ONU) responsável por questões populacionais – e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) destacaram a importância de ações voltadas à juventude para promover a igualdade e o desenvolvimento sustentável das nações.

    O especialista da Divisão de Proteção Social e Saúde do BID, Francisco Ochoa, afirmou que o banco tem apoiado projetos com estreita relação com o público jovem, como a criação de centros culturais no Ceará, os chamados CUCAs. Segundo ele, o banco tem ampliado recursos para financiar projetos voltados à educação. Em 2014, o BID contabilizou 117 operações no Brasil no montante de US$ 11 bilhões.

    O secretário Puty destacou a importância dos gestores de juventude sensibilizarem prefeitos e governadores para a temática. Ele lembrou que em 2015 haverá a Conferência Nacional de Juventude, além de fóruns internacionais importantes para pautar o tema. “É preciso estruturar a política nacional de juventude. Criar um sistema como há em outras políticas. Como o Sistema Único da Saúde (SUS) e o da Assistência Social (SUAS). Assim teremos políticas perenes para a população jovem”, destacou.  

    O Ministério do Planejamento, disse Puty, está aberto a apoiar os gestores de juventude na busca por novas parcerias com os diversos organismos internacionais, não só para obter financiamento, mas também conhecimentos e experiências realizadas em outros países.

    Juventude

    Segundo dados da ONU, há 1,8 bilhão de jovens de 10 a 24 anos no mundo. Desses, 51 milhões no Brasil – sétimo país com mais jovens. Participaram do encontro o secretário nacional de Juventude, Gabriel Medina, o coordenador de relações internacionais da SNJ, Fernando Pacheco, a representante do UNFPA, Fernanda Lopes, além de mais de 100 gestores municipais de políticas de juventude de todo o Brasil.

    Fonte: planejamento.gov.br

Comente aqui!

Preencha todos os campos necessários (*).
    • Off
    • On